top of page

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Banner_site_novos_planos.png
GOV_0040_24_INFORMES-REGULARES-JUNHO_RMR_728X90 (1).gif
Cabeçalho Blog Marcelo Jorge Okay.jpg

Alta rivalidade marcará eleições 2024 em Garanhuns: Quem é Sivaldo? Quem é Izaías?

ATENÇÃO: Nesse terceiro capítulo da nossa matéria, não temos a menor pretensão de 'tender' para um ou outro lado da história, já que, como Consultor Político desde 1998, participei ativamente dentro dos núcleos de comunicação de praticamente TODAS as Campanhas eleitorais em Garanhuns e especificamente nas campanhas iniciais e sucessivas do atual prefeito e do ex-prefeito, ambos aqui descritos.

PARTE III – GARANHUNS: RESUMO HISTÓRICO DOS SUPOSTOS PRÉ-CANDIDATOS POLARIZADOS


Detendo-se neste capítulo em Garanhuns, Izaías Régis (PSDB) e Sivaldo Albino (PSB) - guardando seus devidas períodos biológicos e cronológicos -  guardam semelhanças quanto ao surgimento das suas histórias na cena política local. Afinal, ambos tem origem humilde e tornaram-se conhecidos por suas atividades profissionais e desenvoltura na comunicação.


IZAÍAS RÉGIS - O atual deputado tucano, viu dentro de casa em Terezinha seus primeiros exemplos políticos, à medida em que seu pai ocupava cargos eletivos locais. Já adolescente em Garanhuns e inicialmente no comércio ambulante, sempre comunicativo e atento às oportunidades, em pouco tempo galgou degraus e chegou ao setor empresarial e a liderança de Clubes de Serviços da sua categoria.


Ainda sem mandato político, alavancou projetos importantes e até então inéditos no município como o apoio da CDL que comandava ao evento ‘Oktoberfest’, depois intermediou a realização de uma ‘Ação Global’, quando uma legião de profissionais parceiros do SENAI/SESC e SESI passou a atender a população gratuitamente, com as mais diversas ações sociais e médicas.

Quebrando um jejum de 14 anos de Garanhuns sem uma representação na ALEPE, Izaías foi eleito deputado pela primeira vez em 04 de Outubro de 2010 com 35.861 votos pelo PTB

Como deputado, Izaías criou e apoiou eventos com o ‘Festival da Jovem Guarda’ e ajudou a promover a integração cultural de Garanhuns com a região, estruturando também Festivais de Música, gerando a revelação de muitos artistas até em nível nacional.

Em 2012, com a surpreendente desistência do então candidato a Prefeito Silvino Duarte, para ofertar apoio a Izaías, o então vereador Sivaldo Albino - aliado de Silvino - também imitou o gesto e por meses integrou o grupo do novo prefeito petebista. No entanto, rompendo com o gestor, o grupo Albino passou a solicitar constantes pedidos de informação ao Governo Izaías, o acusando de irregularidades em eventos produzidos pela ACIAGAM e superfaturamento na contratação de shows para apoio ao FIG. Estava feito o rompimento e início da farpas.

Já como prefeito, a partir de 2013 até 2016 e depois reeleito para governar de 2017 a 2020, Régis usou uma das suas principais características, as boas relações políticas com o então mentor, deputado federal e depois Senador Armando Monteiro Neto e outros políticos influentes da época, para protagonizar uma série de mudanças iniciadas com a moderna iluminação da cidade e revitalização de equipamentos turísticos como o Parque Euclides Dourado.

Em sua reeleição em 2016, Izaías derrotou o atual prefeito Sivaldo que à época já rompido politicamente, lançou-se candidato e assistiu Régis ser confirmado novamente na cadeira do Palácio Celso Galvão com a surpreendente votação de 44.275 mil garanhuenses, marca até hoje inédita. Nesta disputa, Sivaldo teve 15.311 votos. Um diferença pró Izaias Régis de 28.964 votos.

Antes, no ano de 2002 em um evento realizado em Caetés por ocasião da primeira visita de Lula candidato a presidente do País, Izaías diz ter feito ao petista o pedido de implantação de uma Universidade Federal em Garanhuns, o que foi atendido três anos depois, em 2005. Ele também foi um dos percursores, após iniciativa do prefeito Luiz Carlos de Oliveira, na luta pela duplicação do trecho da BR-423, obra que hoje se encaminha para efetivação.

Izaías ainda criou eventos que perduram e são sucesso de público e mídia, como o ‘Viva Dominguinhos’ e ‘A Magia do Natal’, que deram maior protagonismo à sua gestão, e hoje seguem com nomenclaturas diferentes.

Mesmo com as dificuldades de nunca ter o Governo Estadual a seu favor durante ambos os mandatos municipais, fez com recursos próprios da prefeitura e parcerias, nascer e crescer estes importantes eventos, promovendo atração de um turismo sustentável, com a revitalização dos pontos turísticos da cidade, calçamentos em centenas de ruas e e na esteira de tudo disso, viabilizou a chegada de grandes empresas geradoras de emprego e renda.


Em 2022, à despeito de intensa campanha adversária que pregava sua suposta inelegibilidade, teve candidatura deferida pelo TRE, tornando-se deputado estadual majoritário as eleições, retornando à Assembleia Legislativa onde cumpre seu 4º mandato eletivo.


Na noite desta quarta-feira, 17 de Janeiro, em reunião com a Governadora Raquel Lyra, da qual lidera o governo na Alepe, Izaías Régis confirmou sua pré-candidatura a Prefeito em 2024 e antecipou o anúncio de diversas ações a serem realizadas pelo Estado em Garanhuns. Como companheiro de chapa terá o ex-vereador Zaqueu Naum Lins, um verdadeiro ‘puxador de votos’.


 

SIVALDO ALBINO - Já seu sucessor, ex-aliado e hoje maior opositor, prefeito Sivaldo Albino (PSB), semelhantemente assistiu a trajetória do pai, Severino Albino, ex-vereador e ex-presidente da Câmara de Garanhuns e, dentro da sua família, passou a perseguir um espaço maior de visibilidade.


De garçom a cobrador e fiscal de empresa de transportes e depois proprietário de bares, Albino sempre esteve integrado ao ambiente esportivo e juvenil. Seu ingresso na política, praticamente sem recursos financeiros em 2005 pelo PPS lhe deu visibilidade, como vereador em 04 mandatos eletivos, assumindo por duas vezes a presidência da Casa Legislativa e tendo no cargo a iniciativa da economia de recursos que possibilitou a construção do atual prédio do legislativo Municipal, seu maior trunfo.


Albino chegou a apoiar a eleição e acompanhar como aliado o início do primeiro mandato de Izaías Régis na Prefeitura, ao qual apoiou na eleição de 2012, mas com o qual rompeu já no início daquela gestão, por não encontrar espaço no Governo, passando a ser naquele período a única voz oposicionista na Câmara Municipal.

Em 2016, ele concorreu ao cargo de Prefeito de Garanhuns pelo PPS (partido que depois mudou para 'Cidadania') e ficou em segundo lugar, com 15.311 votos, perdendo para o próprio Régis.

Com a derrota e já sem o cargo legislativo, buscou abrigo no Governo Paulo Câmara, ocupando uma das gerências regionais da Casa Civil do Estado do estado e obtendo a simpatia do ex-Secretário de Casa Civil, Dr. Antonio Figueira, recentemente falecido, que tornou-se um dos seus conselheiros.

Na sequência, já filiado ao PSB e candidatando-se a deputado estadual em 2018, obteve uma suplência transformada em titularidade com o afastamento do Deputado Rodrigo Novaes que deixou o cargo para chefiar uma Secretaria de Estado, possibilitando uma passagem de Albino por quase dois anos na Alepe.

Lá, foi vice líder da bancada do então Governo Paulo Câmara e líder do PSB.


Com apoio da legenda e pouco mais de 1.800 votos acima do segundo colocado, o Dr. Silvino Duarte, Albino conseguiu eleger-se prefeito em 2020, mas teve um início de gestão polêmica, quando determinou como medidas iniciais o favorecimento aos próximos, com ingresso de diversos familiares ao serviço público, entre filho, irmãos, primos e outros, passando a ser taxado como  'nepotista' pelos adversários. 

Também a demora na resolução de problemas pontuais, como buracos extensos nas ruas centrais e periféricas; sucateamento da frota escolar e TFD e ausência de ações efetivas; o rompimento com o vice-prefeito e outros aliados, tudo permeado por excesso de atribuição de culpas ao Governo anterior, lhe ocasionaram muito desgaste.


Mas, mesmo envolto em denúncias feitas por adversários ao Ministério Público acerca de supostas irregularidades em ações públicas e licitações obscuras como a aquisição de Kits Escolares e uso indevido de dinheiro do FUNDEB, do meio do ano de 2022 , após obtenção de vultoso empréstimo financeiro para o município e uma maior aparição da mídia oficial em parte da mídia local, a gestão passou a anunciar uma série de obras e desde meados do ano seguinte (2023) passou a efetivar suas entregas, prioritariamente dando andamento a empreendimentos públicos paralisados. Atualmente já dispõe de muitas ações próprias, o que o torna um pré-candidato muito forte e competitivo.

Ainda em relação ao desgaste da sua gestão, produziu diversos ruídos com a governadora Raquel Lyra e dentre estes, após alegação de que o tradicional Festival de Inverno de Garanhuns em sua 31ª edição foi mal conduzido, determinou-se já neste ano eleitoral a municipalizar o grande evento.

Para corroborar isso, foi enviado um projeto de lei para a Câmara Municipal em regime de urgência, objetivando "municipalizar" o evento cultural. Aprovada pelos vereadores que formam sua maioria, a Lei 5.112 de ‘Privatização do FIG’, recebeu aplausos do empresário de eventos e deputado federal Felipe Carreras, aliado de Sivaldo.

Neste final de 2023 e início de 2024, vem sendo atacado por diversas frentes de servidores e fornecedores que utilizam as mídias sociais para denunciar perseguições, derrubada de direitos, além de falta de pagamentos e de valorização das categorias.

Mas, visivelmente vem conseguindo fortalecer seu Governos nos bairros mais humildes com entrega de quadras e equipamentos de recreação, à exemplo de um novo e moderno parque na Boa Vista e outro de menor proporção no bairro Indiano, com ampla iluminação. Aliado do deputado federal Felipe Carreras (PSB) e do Presidente Lula e se a conjuntura lhe favorecer, comenta-se a possibilidade de Sivaldo Albino migrar do PSB para o PT, já que segundo a Lei Eleitoral em vigor no país, para cargos majoritários (senador, prefeito, governador e presidente), o cargo pertence sempre ao indivíduo, que pode pular para outra legenda e permanecer na função.

Isso ocorrendo, hipoteticamente poderá haver uma redefinição da sua chapa de vice, possibilitando a apresentação de um novo nome, que segundo comentários pode ser do seu amigo, ex-prefeito, ex-adversário político e agora novamente aliado, Dr. Silvino Duarte, que já atua na gestão como Secretário de Gestão e Articulação Política.


NA QUARTA E ÚLTIMA PARTE DA NOSSA SÉRIE DE REPORTAGENS, A SER PUBLICADA NESTA SEXTA-FEIRA (19), "EXISTE ESPAÇO PRA UMA 3a VIA EM GARANHUNS NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES?"


Imagens: Banco de imagens/ Internet/ Arquivos pessoais/ Imagens oficiais de SECOM


0 comentário

Comentários


bottom of page