https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
CARD GRANJA ALMEIDA MAI2022.png
DUO_BANNER HORIZONTAL.jpg

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

CAYAN FORA DAS PISTAS: Falta de patrocínios retira das disputas uma revelação do Kart pernambucano

A notícia pegou de surpresa e entristeceu admiradores, colegas do Kart e parte da imprensa que cobria disputas e vitórias do campeão.
Mesmo uma ausência dos últimos 09 anos das pistas de kart do país, não foram determinantes para tirar de cena uns dos mais promissores nomes do kart, como foi o maior adversário enfrentando pelo piloto: A FALTA DE APOIO E O RECONHECIMENTO DE PATROCINADORES.

Revelação do esporte ainda criança, quando chegou à conquista do pódium no Rio Grande do Norte e do bicampeonato paulista, este último no mais importante centro da atividade desportiva do país, Cayan Chianca decidiu não avançar nas disputas, após apenas 03 meses do seu retorno e já liderando o paraibano de Kart na categoria F4, o mais relevante do Nordeste realizado em um dos mais modernos kartódromos do país, o Circuito Paladino, na região metropolitana de João Pessoa.

Assim, o jovem piloto desistiu de participar das próximas etapas do campeonato do Nordeste de Kart e provavelmente do campeonato Brasileiro também.

A próxima participação de Chianca estava marcada para acontecer cidade de Morada Nova, município no estado do Ceará, em mais uma etapa do campeonato do Nordeste, porém sem apoio financeiro ou qualquer patrocínio seria inviável o seu deslocamento e integração ao evento.

De acordo com seu pais, Jânio Almeida, “A disputa do campeonato Brasileiro que acontecerá em dezembro, também está ameaçada pelo mesmo motivo. Resta apenas o campeonato Paraibano, onde o nosso representante lidera com seis vitórias em oito provas disputadas.”

Já o piloto, lamentou: “Pra mim é uma pena, pois passei 12 anos longe das pistas por falta de patrocínio, retornei as pistas conseguindo ter a mesma performance de antes, tenho conseguido representar a minha cidade colocando a sua bandeira lá no alto do pódio, mas tenho encontrado dificuldades em patrocínio e apoio, mais uma vez!”.

Ainda de acordo com seu genitor, o foco agora está na finalização de um projeto para que em 2022 o piloto possa participar da Stock Light, categoria de acesso à Stock Car, onde disputam os pilotos mais renomados do país, como Barrichelo, Felipe Massa, Nelsinho Piquet, Cacá Bueno entre outros. Desta vez, o patrocínio vem em forma de repasse de impostos pelos patrocinadores, através da lei de incentivos ao esporte, do governo Federal.

0 comentário