top of page

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Banner_site_novos_planos.png
GVP-0040-24_INFORMES-REGULARES-JUNHO_RMR_728X90.gif
Cabeçalho Blog Marcelo Jorge Okay.jpg

Conciliadores e articulados também com a imprensa, alguns pernambucanos equilibram o Governo Lula

A presença de alguns bem conceituados políticos de Pernambuco integrando a nova formação do Governo Federal, vem abrindo portas à mídia, à todos os brasileiros e em especial aos políticos e lideranças nordestinas, no acolhimento e recepção de demandas da região.

*Por Marcelo Jorge

Sempre cordiais com a imprensa, o Secretário Nacional de Segurança, Tadeu Alencar e o Ministro da Justiça, José Múcio Monteiro receberam o jornalista Marcelo Jorge do Canal 'Leitura Ampla', nos seus respectivos gabinetes

Apesar da polarização que gerou um nefasto *apartheid ideológico no país, servidores federais oriundos do Nordeste e que integram o alto escalão do novo governo, vêm fazendo a diferença e tornando as visitas dos jornalistas especializados, prefeitos e parlamentares desta região bem mais produtivas.

Nessa matéria quero me deter em dois nomes expressivos, que ocuparam posições de destaque em Pernambuco e servem hoje ao país em cargos também relevantes, mas que nunca deixaram de prestigiar a imprensa séria do Brasil e em especial os veículos de comunicação da região Nordeste.


JOSÉ MÚCIO MONTEIRO | Ministro da Justiça

Na foto com os Secretários Ratinho, amigo de longas datas e Gustavo Cabral , ambos de São João, O Ministro José Múcio Monteiro tem uma personalidade carismática e uma inteligência fina (Foto: Leitura Ampla)

O primeiro deles é o Ministro da Defesa, José Múcio Monteiro.

Engenheiro Civil de formação, esse pernambucano foi Ministro e presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), tendo sido nomeado no segundo governo Lula. Anteriormente exerceu - na mesma gestão petista - o cargo de Ministro das Relações Institucionais. ‘Zé Múcio’, como é popularmente conhecido entre os amigos, cumpriu cinco mandatos como deputado federal por Pernambuco, foi presidente da CELPE (atual ‘Neo Energia’) , Secretário dos Transportes do estado no governo Roberto Magalhães, além de prefeito de Rio Formoso e secretário de Planejamento do Recife, durante o mandato de Roberto Magalhães. Também disputou uma candidatura a Governador do Estado em 1986.

Como Ministro da Defesa nos recebeu em seu gabinete, quando conduzíamos o prefeito de São João, Wilson Lima (PP) na primeira quinzena de fevereiro deste ano de 2023. Sempre espirituoso, simples e bem humorado, emonstrando profundo conhecimento da política atual, aos 75 anos se disse “vacinado” e que "não pretende mais participar como candidato em novas disputas eleitorais". Na conversa, fez uma análise muito equilibrada do cenário político nacional, pós eleitoral e rememorou nomes de populares com os quais fez amizades na sua trajetória em Pernambuco, em sua maioria homens e mulheres simples, gente do povo e residentes em pequenos municípios do interior.


TADEU ALENCAR | Secretário Nacional de Segurança Pública

O segundo pernambucano - na verdade cearense de nascimento, do Juazeiro de Padre Cícero -, é Tadeu Alencar, atual Secretário Nacional de Segurança Pública. Tadeu, que pertence ao PSB é escritor, político e Procurador de carreira da Fazenda Nacional.

Iniciou carreira pública no Banco do Brasil entre os anos de 1982 e 1991. Já desempenhou os cargos de Auditor do Tribunal de Contas de Pernambuco, Procurador Geral de Pernambuco, Chefe da Casa Civil do Governo Eduardo Campos, além de ter cumprido dois mandatos como deputado federal pelo PSB, tendo o mais recente se encerrado no último dia 31 de Janeiro.

Quando Chefe da Casa Civil de Eduardo Campos, foi o nome mais cogitado para disputar o Governo do Estado, cargo depois ocupado por Paulo Câmara.

Na agenda a qual participamos em seu gabinete, também assessorando o Prefeito Wilson, Tadeu revelou que a Secretaria assumida é seu maior desafio na alçada pública. Alencar destacou a luta que vem sendo travada para reduzir os altos índices de violência, em sua opinião causados pelos crescimento vertiginoso da comercialização de drogas no país e também pela flexibilização no porte e posse de armas que hoje circulam nas ruas, o que deve ser revisto pelo Governo Federal.

Nascer do sol na Esplanada dos Ministérios, tendo ao fundo o Congresso Nacional (Foto: Leitura Ampla)

Nas duas visitas, com Zé Múcio e Tadeu Alencar, encontramos servidores comprometidos não com bandeiras partidárias, apesar do alinhamento natural com estas, mas com a execução correta de políticas públicas que beneficiem pernambucanos e demais brasileiros, de Norte a Sul. Sem distinção.


*Apartheid é uma palavra do idioma africânder que significa separação.


0 comentário

Comments


bottom of page