top of page

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Banner_site_novos_planos.png
GVP-0040-24_INFORMES-REGULARES-JULHO_RMR_728X90 (3).gif
Cabeçalho Blog Marcelo Jorge Okay.jpg

Além da Natto, Brejão receberá mais 02 empresas. A previsão é de 320 novos empregos sejam gerados

A boa notícia vem sendo celebrada pela população e Governo Municipal. Inicialmente, a informação e de que a Indústria Natto encontra-se em fase final de implantação. Já nesta sexta-feira (24) foi dado o 'start' para a chegada de duas outras empresas interessadas em instalar-se no município.

Em um difícil momento para a economia mundial, com fortes reflexos na empregabilidade no Brasil e principalmente na região Nordeste, uma boa noticia vem sendo compartilhada no agreste Pernambucano.

A primeira é de que, após a pandemia do Covid que atrasou a implantação da Fábrica da Natto no município de Brejão, localizado a 251 quilômetros do Recife, a direção da empresa sinaliza para a entrega da planta da indústria que fornece proteína animal, com a produção de derivados de frango, linguiças, grill, embutidos, vegetais, pescados e outros produtos comercializados no Brasil e no exterior.

NATVILLE

O novo investimento anunciado na manhã desta sexta-feira (24), com a participação da Prefeita Beta Cadengue (PSB) e do Deputado Estadual e Presidente da ALEPE, Álvaro Porto (PSDB), é a implantação da Indústria Natville. A empresa sergipana com quase 30 anos de existência no mercado de lácteos, vai investir cerca de 200 milhões de reais, com expectativa de geração de 250 empregos diretos e podendo atingir a captação de leite em cerca de 40 municípios do Agreste.
Vice Maruim, ex-prefeito Sandoval Cadengue e a Prefeita Beta, receberam no município que governam, representantes da Natville ao lado do Deputado Estadual e Presidente da Alepe, Álvaro Porto, acompanhado da sua familia e lideranças locais

Além dos empregos diretos o principal reflexo é o indireto.

O Agreste Pernambucano tem como uma das principais atividades econômicas a bovinocultura leiteira, são mais de 15 mil estabelecimentos que produzem mais de 2,3 milhões de litros de leite por dia, que representam cerca de 67% de toda a produção leiteira do Estado. Somente com a receita na produção do leite o agreste impacta ao redor de 150 milhões de reais sendo injetados mensalmente diretamente na economia desses municípios. Além do grande número de beneficiados indiretamente na cadeia de insumos, na indústria de embalagens, na logística de insumos, na logística do leite até os laticínios, na distribuição dos lácteos até os centros consumidores, nos distribuidores e nas pessoas ligadas nas prestações de serviços.


GOD BIG ESTOFADOS

Vice-prefeito Saulo Maruim e Prefeita Beta ladeiam empresário Gilmar Aleixo (Divulgação)

Outra empresa que deve também instalar-se em Brejão é a God Big Estofados e Colchões. Ao lado da Prefeita Beta Cadengue, o empresário e presidente da God Big, Gilmar Aleixo, falou sobre o empreendimento que nasceu na cidade de Bom Conselho e pretende, após instalada em Brejão, deve gerar algo em torno de 80 empregos diretos.

Na opinião da gestora brejaonense, "Um município bem cuidado, com finanças equilibradas, servidores eficientes e uma população acolhedora, certamente está pronta para receber empreendimentos importantes. Agora, vamos estimular a formação profissional do nosso povo, para ocuparem postos de destaque nas empresas que em breve farão de Brejão, uma cidade de vanguarda.
0 comentário

Comments


bottom of page