DESFECHO TRÁGICO: Encontrado corpo de mulher que caiu em cratera aberta por chuvas em Garanhuns

As equipes de buscas que tentavam escavar trechos da rua onde aconteceu o fato, receberam informações de um morador que avistou corpo em outra localidade da cidade.
Nayara, minutos antes do acidente que tirou sua vida (Reprodução)

Durante um forte e inesperado temporal que caiu em alguns bairros de Garanhuns, no agreste pernambucano, alagando ruas do centro da cidade, um triste episódio foi registrado na noite desta quarta-feira (21). Uma cratera foi aberta na rua Antônio Alves de Miranda, tragando um veículo que encontrava-se estacionado na via pública.


Segundo moradores que presenciaram o fato, a dona de casa identificada como Cláudia Nayara Mello, de 23 anos (foto) de idade, ao tentar evitar que o veículo de propriedade de um amigo da sua família caísse no buraco recém aberto pelas fortes precipitações, foi aspirada pela tubulação e desapareceu em meio a escuridão. Seu marido, que também tentava evitar a perda do bem, chegou a cair no mesmo buraco mas logo após foi salvo por populares.


Durante toda a noite, equipes da Secretaria de Obras de Garanhuns, com a presença do prefeito Sivaldo Albino, estiveram no local. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil também tentaram, em vão, encontrar o local exato onde a mulher pudesse estar.

Entre tantas cenas tristes, uma chamou mais a atenção dos presentes: em um ato de desespero, o marido da jovem Nayara, munido de uma picareta tentava perfurar o solo para encontrar sua esposa, enquanto a chamava incansavelmente pelo nome.

Local onde o corpo foi encontrado (Hilton Marques)

Mas somente na manhã desta quinta-feira (22), com a chegada de uma equipe dos Bombeiros que utilizaram equipamentos específicos e profissionais habilitados para este tipo de resgate e a ajuda de uma retroescavadeira, os trabalhos puderam ser agilizados. Apesar desses esforços das equipes no entanto, o corpo só foi localizado em outro local, a cerca de quatro quilômetros de onde a mulher havia sido vista pela última vez, em razão da descoberta do mesmo por um agricultor, que decidiu ajudar nas buscas e encontrando o corpo, imediatamente acionou as autoridades.


O corpo de Nayara seguiu para necropsia, e logo após deve ser liberado para sepultamento.


No início da manhã, a Prefeitura de Garanhuns havia emitido a seguinte nota sobre o fato:

A Secretaria de Infraestrutura, Obras e Serviços Públicos, informa que foi acionada na noite de ontem (21), sobre uma ocorrência na Rua Antônio Paulo de Miranda, centro da cidade. Juntamente com Defesa Civil, AMSTT, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, a secretaria tomou conhecimento de uma tragédia que vitimou uma mulher. Devido às fortes chuvas, o carro de uma família estava sendo carregado pelas águas, na frente de casa, quando o casal, com ajuda de amigos, tentou empurrar o carro para local seguro, no entanto, o calçamento afundou e criou uma cratera, infelizmente a mulher e o carro caíram, sendo ela carregada pela forte correnteza.


O prefeito de Garanhuns, Sivaldo Albino, também esteve no local, acompanhando os trabalhos das equipes de resgate e infraestrutura.


As fortes chuvas no início da noite desta quarta-feira (21), infiltraram, romperam tubulações e causaram diversos estragos no município, a exemplo da Rua Antônio Paulo de Miranda, que infelizmente contou com uma vítima fatal, em trágico acidente. Um outro buraco estava isolado com cavaletes, não sendo o mesmo do acidente desta noite.


As buscas pela mulher desaparecida seguiram até próximo das 02h da madrugada, com apoio de moradores da referida localidade, porém sem sucesso de encontrar o corpo. Os trabalhos já reiniciaram nesta manhã de quinta-feira.


A Secretaria informa ainda que há relatos de outros buracos, afundamentos, galerias obstruídas, alagamentos e ruas com problemas em outros locais no município, e está multiplicando as equipes para atender os chamados. As últimas chuvas já haviam causado diversos estragos, principalmente em ruas calçadas ou asfaltadas fora do padrão de qualidade ou que há muito tempo não passam por manutenção. De toda forma, como a população pode ver em diversos vídeos nas redes sociais, as chuvas foram fortes, em pouco tempo, e as galerias não absorveram a quantidade de água em diversos locais da cidade. Quanto à Rua Antônio Paulo de Miranda, ressaltamos que havia já serviço da Secretaria de Obras em outro local da artéria, não havendo qualquer ligação com a cratera das chuvas de ontem.


Estamos trabalhando para restabelecer a normalidade, lamentando a fatalidade que vitimou uma mulher, e refutando o uso político que algumas pessoas e adversários políticos tentaram fazer desta tragédia.


Para qualquer informação e solicitação de serviços, a população pode acionar o telefone da Ouvidoria: 3762.7003


PMG

0 comentário