https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
MARCELO JORGE - BANNER SEGURANÇA-728X90PX.png
CARD GRANJA ALMEIDA MAI2022.png

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

ELA JÁ ESTEVE NO FIG. Hoje Brasil inteiro chora a cantora do Milênio, ELZA SOARES

A cantora Elza Soares morreu nesta quinta-feira (20/01) no Rio de Janeiro, aos 91 anos. Segundo Pedro Loureiro, empresário da artista, em um post do Instagram, a morte foi por causas naturais e ocorreu às 15h45.

*Por Marcelo Jorge

Tive o privilégio de apresentar em 2016, dentro da 26ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns, um show da cantora Elza Soares, que partiu nesta quinta-feira, 20 de Janeiro. Coincidentemente, aquele foi o último FIG ao qual tive a oportunidade de apresentar, quando dividimos o palco, eu e o colega jornalista Eduardo Peixoto.


Elza se foi na mesma data que, há 39 anos, também partiu o grande amor da sua vida, o lendário jogador de futebol Garrincha.

A artista, que ganhou uma biografia em 2018 escrita pelo jornalista Zeca Camargo, era um símbolo de uma geração de mulheres que fez por onde merecer o codinome “guerreira”. Teve uma existência permeada por amores e tragédias. Fome, violência e a morte dos filhos, foram fatos que marcaram profundamente sua história.

Mas nada disso tirou a força que a envolvia nos palcos, cujo sentimentos e sofrimentos eram sempre despidos e apresentados através da sua interpretação visceral.

Foto: JC Imagem

Em Garanhuns, Elza fechou a temática ‘Noite das Mulheres’, aberta pela garanhuense Andreia Amorim, e sequenciada pela Karina Burh.

A dama da música que se foi aos 91 anos, trouxe naquela sexta-feira 22 de julho de 2016, primeira noite de música daquele FIG o seu show “A Mulher do Fim do Mundo”, que também dava nome ao seu primeiro álbum lançado um ano antes, em 2015 só com músicas inéditas na sua carreira.

O disco foi eleito o melhor álbum pop/rock do Prêmio da Música Brasileira 2016, com canções que falam sobre morte, sexo e negritude.

Vai Elza. Vai cantar para a eternidade!


Escute no player abaixo um depoimento do jornalista e radialista Marcos Antônio, profissional que integra o time de comunicação do Instituto Zumbi dos Palmares – IZP, em Maceió (AL) e na sequência, trecho da sua entrevista com Elza Soares, produzida e conduzida pelo profissional para o nosso programa à época, FALANDO COM O NORDESTE, veiculado pela Rádio Marano FM de Garanhuns:

*Marcelo Jorge é jornalista, Consultor Político, Radialista, Social Media e atuou como Mestre de Cerimônias em 26 edições no Palco da Praça Mestre Dominguinhos, durante os Festivais de Inverno de Garanhuns

0 comentário