https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
MARCELO JORGE - BANNER SEGURANÇA-728X90PX.png
CARD GRANJA ALMEIDA MAI2022.png

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Ex-prefeita homenageia SÃO BENTO DO UNA neste 30 de Abril, aniversário dos 162 anos do município

Débora Almeida comandou a 'Capital do Ovo' (título conferido pela ALEPE) em dois mandatos, período no qual o município mais se desenvolveu, ganhando projeção nacional pelos eventos e educação
A Procuradora Federal e ex-prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida (PSDB) vem nas últimas semanas exibindo outdoors nas principais PE’s e BR’s vias de acesso ao município, homenageando o município que hoje, dia 30 de Abril, celebra seus 162 anos de elevação a munícipio.
Fotos: Eudes Junior/GuiaGaranhuns

Débora conseguiu, quando administrou São Bento do Una, elevar os índices na saúde, agricultura e de educação além de impulsionar o turismo e a economia locais, com grandes investimentos nos eventos tradicionais e na criação da ‘Feira da Avicultura’, responsável por ampliar a visibilidade desse segmento para todo o país, instalado em uma área de 2.628 m², ofertando 103 stands, auditório, ambiente para três restaurantes, um amplo espaço para network, manutenção e geração de novos negócios, e ainda competição qualidade do ovo. Estas feiras levaram centenas de expositores e visitantes do Nordeste e de outras partes do país ao município. Na última edição em 2019, por exemplo, foram gerados 55 milhões de reais em novos negócios e centenas de produtores locais no mercado avícola da região foram profissionalizados. Um dos pontos fortes foi a dinâmica parceria do seu governo com órgãos como o Sebrae.

Além disso, Débora que é agora pré-candidata a deputada estadual, ainda ampliou o mais tradicional evento de entretenimento do município, que a partir das suas gestões ganhou notoriedade nacional: A Corrida da Galinha. Com a transferência da festa para local adequado e reestruturado, o público foi ampliado bem como as oportunidades de espaço para os artistas locais. Grandes nomes da música nacional foram prestigiados pela população local. Cerca de 250 mil pessoas circularam na cidade durante a realização do evento e conjuntamente com a 'Feira da Avicultura' chegaram a ser gerados cerca de 700 empregos, entre diretos e indiretos.

O evento foi interrompido em 2020, com a chegada da pandemia do Covid-19.

O apoio do seu Governo se estendeu a eventos de associações de produtores, a exemplo da Expoleite, que durante sua gestão recebeu maciços investimentos. Inclusive à época, era realizado dentro do evento até um ‘Festival de Violeiros’ que reunia artistas renomados do nordeste, atração infelizmente ausente na Expoleite 2022. Apesar disso, a empresa da família da ex-prefeita continuou sendo patrocinador Master da festa neste ano.

Durante a abertura da 21ª Expoleite realizada na última semana, Débora Almeida, que prestigiou o evento (vídeo acima), foi bastante saudada pelos presentes ao Parque de Exposições Eládio Porfírio de Macedo, um amplo espaço de lazer e negócios também revitalizado durante sua administração.

Na última quinta-feira (28), o Deputado estadual Lucas Ramos (PSB) também esteve em São Bento do Una quando foi acolhido por lideranças de toda a região em um evento no qual Débora o apresentou como seu pré-candidato a Federal na ‘Capital do Ovo’.

Na oportunidade, Lucas também fez questão de saudar os saobentenses e falar da importância do município que, ao completar seus 162 anos, mostra exuberância e jovialidade, se destacando entre os mais relevantes municípios do agreste na economia, na educação e na cultura.


SÃO BENTO DO UNA - 162 ANOS - UMA HISTÓRIA DE CONQUISTAS

Segundo a história, até 1830 existia, onde hoje se localiza a Cidade de São Bento do Una, uma fazenda de criação, pertencente a Antônio Alves de Souza. Nesse ano, o missionário Pe. Francisco José Corrêa fez ali erigir um cruzeiro a que o povo deu o nome de Santa Cruz, que ficou sendo o topônimo da fazenda e do lugar.

Dai por diante, famílias adventícias - entre elas, diversas refugiadas da Cabanagem (agitações, no sertão de Pernambuco e Alagoas, de 1822 a 1835) fixaram-se no local, surgindo assim um povoado (Santa Cruz).

Por escritura passada em agosto de 1831, Antônio Tomás de Aquino e Joaquim Benevides Falcão doaram terras para o patrimônio de uma Capela dedicada ao Senhor Bom Jesus dos Pobres Aflitos e erigida no local do antigo cruzeiro.

O povoado, já com seu topônimo definitivo - São Bento - foi elevado a sede de distrito em 1853 e de Município em 1860. Durante a Revolta Praieira (1848-1849), o então povoado foi atacado por força rebelde (23 de fevereiro de 1849); travou-se renhido combate, e os liberais (rebeldes) foram derrotados.

Um fato curioso na história do município que hoje é o 4º maior produtos de ovos do Brasil e o 1º do Nordeste é que São Bento do Una já foi distrito de Garanhuns e em 1911 teve os hoje municípios de Cachoeirinha e Capoeiras como seus distritos.

0 comentário