https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
CARD GRANJA ALMEIDA MAI2022.png
DUO_BANNER HORIZONTAL.jpg

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Ex-presidente LULA continua reafirmando que se voltasse à presidência iria regular todas as mídias

O petista repete por pelo menos 9 vezes em entrevistas que os meios de comunicação do país, em um suposto novo governo seu, seriam regulados em uma espécie de ‘censura velada’
Imagem: Reprodução vídeo

Empresários de comunicação, jornalistas, profissionais das mídias impressas, dos microfones, das câmeras e das mídias sociais vem acompanhando com apreensão as declarações proferidas pelo ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), desde que foi libertado da prisão, por decisão do STF em Novembro de 2019.

Nas suas falas, o petista já falou publicamente ao menos 9 vezes sobre regular os meios de comunicação – seja os tradicionais, seja a internet.

Segundo alguns veículos de comunicação, trata-se de uma pauta recorrente de setores da esquerda, principalmente do PT.

Ao dar as declarações, Lula se aproxima de seu eleitorado mais fiel. No entanto, para que aconteça um regulação, como exposto pelo ex-presidente, é necessário uma decisão no Congresso Nacional e não apenas no Palácio do Planalto.


ASSISTA UMA DAS DECLARAÇÕES DE LULA, REBATIDAS PELO ENTREVISTADOR
As falas do ex-presidente vem servindo de munição para o atual chefe do Executivo, Jair Bolsonaro (PL). Ele se contrapõe a Lula dizendo que não proporá uma regulação dos meios de comunicação e que a proposta ameaça a liberdade de expressão.
0 comentário