https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
MARCELO JORGE - BANNER SEGURANÇA-728X90PX.png
CARD GRANJA ALMEIDA MAI2022.png

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

GARANHUNS: Líder de Governo defende Sivaldo, contesta pesquisa e acusa Izaías de ‘mentiroso'

Após divulgação de pesquisa mostrando panorama político e avaliação da atual gestão municipal, o vereador socialista Luizinho Roldão disse que números da Plural não são confiáveis.

Citando alguns tópicos da Pesquisa de Opinião e Avaliação Político-Administrativa levantada em Garanhuns entre os dias 14 e 17 de Outubro pela empresa Plural Pesquisa, cujo trechos foram divulgados neste blog e em outros veículos locais, o vereador Luizinho Roldão (PSB), cumprindo sua missão de defender o Governo Sivaldo Albino na Câmara Municipal, se pronunciou.

Segundo o parlamentar, pesquisas divulgadas pelo ex-prefeito Izaías não tem credibilidade e ironizou “Vale menos que cédula de 3 reais”.

Roldão se referiu especificamente aos números negativos atribuídos à gestão de Sivaldo (veja aqui https://www.marcelojorge.com/post/pesquisa-aponta-iza%C3%ADas-como-favorito-a-ocupar-cadeira-na-alepe-gest%C3%A3o-municipal-tamb%C3%A9m-%C3%A9-avaliada ) ao mesmo tempo que relembrou outras pesquisas eleitorais apresentadas em 2020 durante a disputa municipal pelo grupo de Izaías, que à época apoiava o ex-prefeito Silvino Duarte (PTB) e ao final não refletiram o resultado das urnas.

Luizinho que chegou a prefeitura em 2013 através do próprio Izaías, para gerir o ‘Bolsa Família’ ainda acusou o antigo chefe de “Mentiroso e bagunceiro”, garantindo que o Governo Municipal vai sair da estaca zero e iniciar obras em 2022, ano eleitoral e que por ser "Ficha suja", Izaías não terá condições de disputar nenhum cargo eletivo,

No entanto, mesmo descredibilizando os números da Plural, o vereador não apresentou nenhum número científico que conteste este levantamento, apesar de garantir que o governo tem “números internos que demonstram outra realidade”. Luizinho Roldão admitiu inércia da gestão quando revelou “No ano que vem teremos realidade completamente diferente”.
0 comentário