https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
MARCELO JORGE - BANNER SEGURANÇA-728X90PX.png
CARD GRANJA ALMEIDA MAI2022.png

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

GARANHUNS TERÁ JAZZ ESTE ANO? Adiamento de Carnavais pelo País, demonstra necessidade de precauções

A ampliação de casos do Covid-19 aliados à gripe Influenza estão colocando de sobreaviso munícipios do interior de Pernambuco. Em Garanhuns, grande parte da população espera que não haja movimentação carnavalesca no período.

Com o registro do crescimento de casos positivos para o vírus da Influenza e o consequente crescimento do número de internações pela nova gripe em vários pontos do país, já registrados em 15 estados e no Distrito Federal, superando até mesmo casos com Covid-19, o alerta vermelho está ligado.

Ao mesmo tempo, o número de infectados pela variante Ômicron do coronavírus voltou a crescer rapidamente.

Dessa forma, a convivência entre Covid-19 e a gripe Influenza começou a gerar um terceiro problema: a chamada “Flurona“, a coinfecção pelos vírus causadores das duas doenças.

Com este preocupante episódio, cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza e Recife, tradicionais focos da folia de Carnaval, já decidiram cancelar as festas de Momo, que estavam programadas para acontecer do final de Fevereiro ao início de Março.

Assim, a maioria dos gestores já compreenderam a gravidade da pandemia.

O GARANHUNS JAZZ FESTIVAL ACONTECERÁ?

*Por Marcelo Jorge

Apesar de apoiar a realização do evento em Garanhuns, cuja criação tive a oportunidade de acompanhar, ainda sob o Governo do Prefeito Luiz Carlos de Oliveira , idealizado a partir do atual Secretário Municipal Alexandre Marinho, conjuntamente com o músico líder da excelente 'Uptown Band' e produtor musical Giovani Papaléo, Festival ao qual tive também a chance e honra de atuar como Mestre de Cerimônias da primeira à quinta edição e de entender a importância e alta qualidade da proposta musical apresentada, compreendo também a gravidade do momento vivenciado no mundo.

É inegável a contribuição no desenvolvimento econômico e cultural de Garanhuns e da região a realização de um evento de nível internacional.

No entanto, a preservação da vida é imprescindível.

Espera-se agora que o Garanhuns tenha um pouco mais de paciência e o Governo do Município reconsidere o apregoado retorno do Garanhuns Jazz Festival para um momento mais propício.


Afinal, o fato de hoje termos hospitais e postos de saúde aptos a atenderem casos de infecção, fato que só tornou-se possível com a instalação de leitos de UTI, respiradores e profissionais especializados e mais conhecedores desta pandemia do Covid-19 nestas instituições, tudo possibilitado através da recepção de verbas federais pelos municípios - nem sempre reconhecida - , não significa que tenhamos que torcer para ver estes ambientes novamente lotados.

Fotos: Hilton Marques

0 comentário