top of page

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Banner_site_novos_planos.png
GVP-0040-24_INFORMES-REGULARES-JUNHO_RMR_728X90.gif
Cabeçalho Blog Marcelo Jorge Okay.jpg

João Gomes leva ‘piseiro’ a nível superior e recebe indicação ao Grammy Latino

O cantor João Gomes, 21, acaba de levar o piseiro a um novo nível do mercado musical. Nesta terça-feira (19), o pernambucano foi indicado ao Grammy Latino 2023 com o álbum "Raiz" na categoria "Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa"

No setlist que atraiu os olhares dos membros da academia, João Gomes passeia por interpretações de hits da década de 1990 e nos anos 2000, além de letras inéditas. Ao som do sucesso "Perdoa" (1996) — parceria de Arnaldo Saccomani com Peninha — ele revive o romantismo da letra para uma nova geração de ouvintes.

O mesmo ele faz pela música do mineiro Vander Lee. "Esperando Aviões" (2000), traçado originalmente por arranjos mais leves, ganhou a cadência do piseiro no setlist.

Sendo um "menino novo" no meio forrozeiro, João Gomes demonstra um ouvido marcado por letras de diferentes gerações. Dos hits mais atuais, "Raiz" leva ainda o reggae de Maneva e a conhecida versão de "Umbrella" do Aviões do Forró, a composição "Se Não Valorizar".

Em 2020, em plena pandemia do coronavírus, o piseiro estourou nas plataformas digitais. João Gomes, assim como Nattan, Mari Fernandez, Zé Vaqueiro e outros, atingiram o topo dos aplicativos de música sem se quer ter feito um show pelo país — a maioria dos estados estava com decretos de proibições de eventos para evitar aglomeração.

O gênero musical piseiro — som derivado do forró — possui fãs e também haters. De um lado, pela geração mais nova do ritmo nordestino, o som é tido como alegre, marcado pelos sintetizadores digitais, mixado as notas da sanfona, zabumba e triângulo.

Por outro ângulo, cantores da velha guarda mais tradicionais distanciam o piseiro ao forró tradicional. Segundo eles, o som eletrônico aplicado descaracteriza a base do gênero nordestino.


Agora, deve-se observar uma disputa importante na categoria "Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa". João Gomes vai enfrentar gigantes da música regional: Almir Sater e Elba Ramalho.


Será uma grande queda de braço. Com a paraibana Elba Ramalho é quase que um confronto entre o piseiro e forró tradicional — mesmo sendo uma vertente também abraçada por João Gomes

Para todos os efeitos, assim como o forró tradicional, apenas marcado pela sanfona, zabumba e triangulo, o piseiro une as pessoas. Seja pela dança de corpo colado ou pelo encontro de pessoas em festivais pelo Brasil, o trabalho de João Gomes alcançou algo não imaginado para um nordestino tão novo.

Com o álbum "Raiz", não é só o nome do cantor que é destacado na premiação internacional, mas compositores, produtores, assistentes musicais, entre outros profissionais nordestinos que fazem a música chegar até o ouvido do público.

João Lima Neto - Jornalista no Sistema Verdes Mares e responsável pela página de música "É Hit". Análises, bastidores, lançamentos e exclusivas do mundo forró e sertanejo.

0 comentário

Comments


bottom of page