top of page

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Banner_site_novos_planos.png
GVP-0040-24_INFORMES-REGULARES-JULHO_RMR_728X90 (3).gif
Cabeçalho Blog Marcelo Jorge Okay.jpg

LIDERANÇAS RAPS: ‘A gente acredita que a política tem o poder de mudar a vida das pessoas’

A frase acima, constitui parte da missão da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – RAPS, organização sem fins lucrativos, que contribui para a disseminação da sustentabilidade na política institucional. A governadora e sua vice, Raquel e Priscila, e a Deputada Estadual eleita Débora Almeida, são exemplos bem sucedidos que integram essa Rede fundamental da reoxigenar o contaminado ambiente político.
Governadora Raquel Lyra, Deputada estadual eleita Débora Almeida e Vice-Governadora Priscila Krause: Além de muitas semelhanças na trajetória política, também são líderes RAPS
Realizar ações para uma maioria da população, normalmente mal assistida, de forma ética, preservando princípios nobres, virtudes cada dia mais raras na volátil sociedade moderna.

Essas são apenas algumas das principais motivações que levam pessoas com formações distintas, das mais diversas áreas profissionais e ideológicas, porém comprometidas com causas nobres, a ingressarem em uma verdadeira saga: a sacrificada vida pública, feita de renúncias e usando para esse ingresso, a política.

Uma atividade nem sempre reconhecida pela sociedade, mas que exatamente por não ser homogênea, destaca os que nela se aplicam mais e se doam mais.

E foi para abrigar esse pensamento de se produzir uma política renovada que nasceu em 2012 a RAPS. Trata-se de uma organização apartidária, e que tem a nobre missão de contribuir para a melhoria da democracia, do processo político brasileiro e de disseminar o compromisso com a sustentabilidade e o desenvolvimento sustentável na política institucional.

O trabalho da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade é o de seleção, preparação e apoio continuo a lideranças políticas, de diferentes partidos políticos, origens e ideologias – além da produção de Guias, Manuais, Pesquisas, Análises Legislativas, entre outras atividades que são fortalecidas por meio de doações de pessoas físicas e organizações sem fins lucrativos.

Para se ter uma ideia, no ano de 2020, durante as última eleições municipais 57 lideranças políticas que integram a rede da RAPS foram eleitas para um cargo eletivo, sendo 17 prefeitos(as) e 40 vereadores(as). Isso significa que uma a cada três lideranças da RAPS foi eleito(a).

Já nas recentes eleições de 2022, 192 Lideranças RAPS e Lideranças Públicas foram candidatas a um cargo eletivo. Ao todo, os candidatos e as candidatas representaram 23 partidos políticos diferentes.

Destes Líderes RAPS em Pernambuco, foram eleitos a Governadora Raquel Lyra (PSDB) com a sua Vice, Priscila Krause (Cidadania) e a Deputada Estadual, Débora Almeida. Portanto, dentre as demais Lideranças, o Estado terá, na prática, pessoas que já vem aplicando em suas funções, desde antes, sua capacitação e qualificação em prol da política como ela deve ser.

Novas atitudes na política mundial, aplicadas em tempos tão sombrios de polarizações e descrença, podem de fato proporcionar um ambiente mais saudável para as próximas gerações que terão a missão de (re)construir um espaço propício de respeito ao contraditório e garantir os direitos de todos viverem em sociedade.


0 comentário

Commentaires


bottom of page