https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
CARD GRANJA ALMEIDA MAI2022.png
DUO_BANNER HORIZONTAL.jpg

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

NOVA MISSÃO: Fernando Rodolfo será relator da PEC que torna inafiançáveis crimes de feminicídio

Atualizado: 18 de mai.

A proposta prevê semelhante penalidade para o crime de estupro. Esta matéria ainda será analisada pela CCJC

O deputado federal Fernando Rodolfo (PL) foi designado relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 75/2019, que torna imprescritíveis e inafiançáveis os crimes de estupro e de feminicídio. A matéria será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, e caso aprovada pelo colegiado, será submetida a duas votações no Plenário da Casa.

A PEC propõe que os suspeitos desses crimes possam ser investigados a qualquer momento, independente da data em que foram cometidos. Hoje, a prescrição é de 20 anos. Também proíbe o pagamento de fiança para que o acusado conquiste a liberdade condicional. O texto já foi aprovado em duas votações pelo Senado Federal e aguarda a tramitação na Câmara dos Deputados.

“Em toda minha trajetória, como jornalista e agora como deputado, sempre combati aqueles que cometem esses crimes bárbaros. Essa é uma iniciativa importante e muito oportuna para que continuemos trabalhando para botar esses criminosos na cadeia, com penas mais duras e coloca-los à distância da sociedade. Hoje, a nossa Constituição estabelece que os crimes de racismo e a ação de grupos armados contra o estado são imprescritíveis e inafiançáveis, sujeitos a pena de reclusão. É uma boa hora para colocarmos essas condições também em outros crimes”, destacou Fernando Rodolfo.


Blog do Magno Martins

0 comentário