https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
MARCELO JORGE - BANNER SEGURANÇA-728X90PX.png
CARD GRANJA ALMEIDA MAI2022.png

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

O CANDIDATO E AS CAMPANHAS DIGITAIS: Como o político pode ser coerente dentro e fora das Redes

A evolução e democratização da comunicação alterou diversas formas de interação e no pós pandemia o eleitor está literalmente "nas redes". Mas como chegar até ele?
Reprodução Internet: portalmakingof.com.br

Nosso colega da Associação Brasileira dos Consultores Políticos - ABCOP - Marcos Coelho, escreveu um texto que julgo pertinente para ser republicado aqui no nosso blog. Confira abaixo:


*Por Marcos Coelho


Pensar política fora do mundo digital é restringir o seu alcance político-eleitoral. As Redes Sociais, graças a sua dinamicidade e pulverização, permitem ao político disseminar suas ideias e divulgar seus atos para dezenas, centenas, milhares e até milhões de pessoas. Mas há um problema sério que vem assolando diversos políticos: a invenção de um perfil que só existe nas redes sociais.

O Político fracassa quando ele se torna apenas digital, quando ele se resume apenas aos posts que seus assessores publicam. No período de pandemia, tivemos diversas lives onde foi possível comprovar que muitos políticos têm sérias dificuldades de comunicação, articulação e argumentação.

Em posts e vídeos editados se tinha uma visão, mas ao vivo era um fiasco. Por que isso acontece?

A falta de envolvimento do político com o processo de criação da sua plataforma de comunicação é um dos primeiros pontos a serem identificados. Muitas vezes a equipe escolhe o tema, envia para o político aprovar, mas ele faz apenas uma leitura superficial, não se conecta com aquilo e portanto a pauta se torna artificial.


Outro ponto a ser destacado é a falta de preparo do candidato. É importante ter uma agenda de trabalho, com propostas e pautas bem definidas, o candidato precisa dominar isso com segurança para que seu discurso nas redes sociais não destoe de sua postura offline. Estar sempre se atualizando, estudando, buscando novas perspectivas, é essencial para o Político ser um agente genuíno tanto no mundo digital, quanto no offline.


*Marcos Coelho é Consultor Político Membro da ABCOP, Especialista em Liderança e Coaching na Gestão de Pessoas, Especialista em Ciência Política, Especialista em Marketing Político e Organização de Campanha Eleitoral, Graduado em Gestão Pública



0 comentário