https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
top of page

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Banner_site_novos_planos.png
GOV_0040_24_INFORMES-REGULARES-MAIO-ASSISTENCIA-SOCIAL-728X90 (5).gif
Cabeçalho Blog Marcelo Jorge Okay.jpg

O que significa Polarização Política? Isso é bom ou ruim para a Democracia? (PARTE 2)

Discussões acaloradas sobre polarização em ciência política tendem a considerá-la dentro de um contexto dos partidos políticos e sistemas democráticos de governo. Apesar do tema ser muito abordado atualmente em razão da difusão de ideias mais presentes através da tecnologia, suas origens remotas vem do nosso passado como espécie.

PARTE II – MAS O QUE É MESMO POLARIZAÇÃO POLÍTICA?


Segundo estudiosos, como qualquer outro animal, o corpo do ser humano se modificou ao longo do tempo com um objetivo claro, apesar de inconsciente: adaptar-se às circunstâncias e ao ambiente para sobreviver o maior tempo possível e passar seus genes a seus descendentes. Para cumprir essa missão, algumas atitudes eram úteis e outras, nem tanto. Por exemplo, escalar uma montanha trazia riscos de se ferir e morrer; por isso, nosso cérebro desenvolveu o medo de altura, que tenta nos impedir de correr esses riscos.

Uma das estratégias mais úteis para preservar a si mesmo em tempos remotos era se juntar a outros indivíduos e formar grupos. Com a ajuda de companheiros, era mais fácil conseguir alimentos e se proteger de predadores e adversários.


POLARIZAÇÃO POLÍTICA


Antes de mais nada, é bom que se explique o que de fato é Polarização dentro da Política: O significado estrito é simplesmente a divisão de uma sociedade em dois polos a respeito de um determinado tema. Porém, essa palavra tem sido usada de um modo mais negativo: polarização é como denominamos a disputa entre dois grupos que se fecham em suas convicções e não estão dispostos ao diálogo.

Com isso, as polarizações do ponto de vista político eleitoral reduzem sobremaneira a capacidade de discernimento dos eleitores, que por vezes se veem na obrigação de enxergar apenas duas cores, ao invés de ver a aquarela inteira.

Polarização, - pelo menos na opinião deste consultor - não deveria ser opção, já que torna mais restrita a possibilidade de se conhecer uma outra cor, um outro tom, uma outra via e uma nova possibilidade. Em contrapartida, dentro dos parâmetros democráticos, não deve ser condenada, já que a polarização passa a ser negativa quando é contaminada pelo ódio e pelos discursos generalistas, nutridos apenas pelo senso comum.


Mas... e quando não surgem opções?


NA PRÓXIMA MATÉRIA (PARTE 3), UM BREVE RESUMO SOBRE A PROVÁVEL POLARIZAÇÃO NAS ELEIÇÕES 2024 EM GARANHUNS, NO AGRESTE DE PERNAMBUCO ENTRE OS PRÉ-CANDIDATOS A PREFEITO, SIVALDO ALBINO (PSB) , QUE BUSCA UMA REELEIÇÃO E SEU OPONENTE E DEPUTADO ESTADUAL IZAÍAS RÉGIS (PSDB). UMA ANÁLISE SOB O PONTO DE VISA DO MARKETING ELEITORAL DOS SEUS HISTÓRICOS, SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS SOCIAIS E IDEOLÓGICAS, DESEMPENHO NA GESTÃO E ATÉ ONDE ESSES POLOS SÃO REPRESENTATIVOS O SUFICIENTE PARA OS MAIS DE 96 MIL ELEITORES LOCAIS.




0 comentário

Comments


bottom of page