https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
MARCELO JORGE - BANNER SEGURANÇA-728X90PX.png
CARD GRANJA ALMEIDA MAI2022.png

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

OS ASSINADA E OBRA AUTORIZADA: Empresa da região fechará cratera aberta pelas chuvas em Garanhuns

O buraco, que já virou alvo de piadas, memes e discursos políticos, vem prejudicando o tráfego de moradores, desvalorizando imóveis e colocando em risco a integridade física de transeuntes e de patrimônios, com possibilidade de danos estruturais e ambientais no entorno
O buraco na Ave. Paulo Guerra, cresce mais a cada dia. Foto: Jancley Gomes/SECOM Garanhuns

Após 10 meses dos temporais que atingiram violentamente Garanhuns e ocasionaram a abertura de dois imensos buracos em ruas do centro da cidade, dentre estes uma verdadeira cratera, atualmente com cerca de 12 metros de diâmetro, na Avenida Senador Paulo Pessoa Guerra, foi assinada pelo prefeito Sivaldo Albino (PSB), por ocasião da reabertura do ano legislativo da Câmara Municipal de Garanhuns, a Ordem de Serviço para a realização das obras que devem custar R$ 1.635.371,82 valores oriundos do Governo Federal.

Durante o evento na Câmara Municipal, (foto reprodução) para assinar a Ordem de Serviço, o prefeito Sivaldo convidou os dois representantes da empresa vencedora do certame, além do Secretário de Obras do município e fez questão de detalhar que foi feito um estudo e projeto minucioso para efetivação do serviço, para que o problema seja resolvido de forma definitiva. O gestor garantiu que os estragos causados na mesma data na Rua Antônio Paulo de Miranda, também serão resolvidos definitivamente.

Para realizar a obra na Av. Paulo Guerra, a empresa vencedora na licitação foi a Disloc Construções e Empreendimentos Eireli. A mesma será responsável pelos serviços de reconstrução da pavimentação asfáltica, estrutura de contenção, sistema de drenagem pluvial e via pública.

Segundo informações preliminares, o prazo de conclusão da obra é de seis meses, mas a construtora estima entregar a obra antes do prazo de contrato.
0 comentário