PLANEJAMENTO: Governo de Brejão paga hoje 1a parcela do 13°, injetando mais de 600 mil na economia

O período de incertezas e reínício de atividades comerciais vem sendo impulsionado por ações públicas que beneficiam a população, para que esta possa cumprir também seus compromissos.

Com as dificuldades financeiras impulsionadas pela pandemia com o fechamento de empresas e a ampliação das taxas de desemprego no país, os municípios organizados estão conseguindo resolver suas obrigações e ao mesmo tempo fortalecer a economia local, com a injeção de recursos nas atividades comerciais.


Um grande exemplo disso vem do município pernambucano de Brejão, localizado no agreste meridional do estado e que com a atenção da sua prefeita Beta Cadengue (PSB), contando com o auxílio e experiência do Secretário de Administração e ex-prefeito Sandoval Cadengue, vem mantendo serviços públicos e obrigações administrativas em dia.

Através das Secretarias de Finanças e Administração, o Governo de Brejão vem pagando durante toda esta sexta-feira (09) a primeira parcela do décimo terceiro salário aos servidores ativos e inativos do município.


A prefeita Beta revelou que os esforços da sua gestão são no sentido de privilegiar todos os setores da população com a eficiência da administração pública, planejando saúde, educação, ação social, obras, cultura, mas tudo sem esquecer do cumprimento das suas obrigações financeiras que mantém a dignidade do servidor brejaonense e das suas famílias, para que estes também possam cumprir seus compromissos.

Segundo informações do Secretário Josinha, “Além de significar respeito aos servidores, o pagamento da 1ª parcela do 13° também injeta de mais de 600 mil reais na economia local.” Ainda de acordo com este servidor, ° também significa a injenção de mais de 300 mil reais na economia local.

Na opinião do Secretário e ex-prefeito Sandoval, Este Governo vem imprimindo um ritmo de gestão moderna, no combate o Covid, respeitando decretos e ajudando a salvar vidas, mas tudo isso sem tirar os olhos da situação econômica do nosso povo, aos quais devemos satisfação e respeito!
0 comentário