https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
MARCELO JORGE - BANNER SEGURANÇA-728X90PX.png
CARD GRANJA ALMEIDA MAI2022.png

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Polícia Federal faz operação de busca e apreensão contra Sérgio Reis e deputado Otoni de Paula

Supostamente o objetivo das medidas é apurar crime de incitação a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia.
Sérgio Reis e Otoni de Paula são alvo de mandado expedido pelo Supremo Tribunal Federal - WikiMedia Commons e Divulgação/Câmara dos Deputados

A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta sexta-feira (20), mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal contra o cantor Sérgio Reis e o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ).

O objetivo das medidas, segundo nota da PF, é "apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes".

Os mandados, que foram expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes, estão sendo cumpridos no Distrito Federal (1) e nos estados de Santa Catarina (6), São Paulo (2), Rio de Janeiro (1), Mato Grosso (1), Ceará (1) e Paraná (1).

O cantor Sérgio Reis está na mira da Polícia Federal desde que houve o vazamento de um áudio em que o artista defendia a paralisação dos caminhoneiros, a invasão do Senado e o afastamento de ministros do Supremo.

O deputado Otoni de Paulo, em vídeo, chamou Alexandre de Moraes de “lixo”, “tirano” e “canalha”, entre outras ofensas. Na ocasião, o deputado era um dos vice-líderes do governo Bolsonaro. Ele já deixou o cargo.

0 comentário