VIA-PARQUE-728X90PX (1).png
CARD GRANJA ALMEIDA DEZ 2021.png
BANNER REI PRAIA.png

Possível cassação de mandato de vereador em Garanhuns gera comentários e parlamentar emite Nota

Conservador, o vereador Democrata Thiago Paes foi eleito para um cargo no legislativo municipal com 856 votos, colhidos em sua maioria por apoiadores do Presidente Bolsonaro.

Após repercussão de diversas notícias nas mídias sociais envolvendo seu nome e que começaram a circular na tarde desta quarta-feira (01), o gabinete do vereador garanhuense Thiago Paes (DEM) emitiu nota oficial sobre uma possível cassação do seu mandato determinada pela justiça.

De acordo com a sua Nota, sua assessoria jurídica está trabalhando para esclarecer de forma definitiva a informação que teria culminado com a sentença judicial, através da qual “Após alegarem que as candidatas do Democratas eram fictícias, usadas apenas para preencher a Cota Feminina, cuja sentença foi dada como procedente, mesmo depois de todas provas demonstradas.”

O parlamentar surgiu na cena política local quando se apresentou vomo candidato a Deputado Estadual ainda em 2018, carregando a bandeira do conservadorismo e obtendo na oportunidade 7.941 votos e não sendo eleito. Dois anos após, já em 2020, Thiago obteve 856 votos e passou a ocupar uma vaga no legislativo municipal.

Segundo o site da Câmara dos Vereadores de Garannhuns, Thiago Paes integra a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos exercendo o cargo de relator da mesma além de ser membro nas Comissões de Saúde e Assistência Social e também e na de Defesa Social.

Abaixo, a nota divulgada pelo Gabinete do Vereador


NOTA DE ESCLARECIMENTO À POPULAÇÃO DE GARANHUNS

Escrevo essa Nota de Esclarecimento sobre as notícias veiculadas por blogueiros acerca do Processo que tramita na 56ª Zona Eleitoral.

Após alegarem que as candidatas do Democratas eram fictícias, usadas apenas para preencher a Cota Feminina, cuja sentença foi dada como procedente, mesmo depois de todas provas demonstradas.

Respeito a decisão de primeiro grau, mas não concordo, diante das robustas provas do ilibado processo partidário eleitoral pelo qual passamos.

Já estamos recorrendo, e continuarei exercendo o meu mandato legítimo durante o julgamento dos recursos, acreditando que será restabelecida a verdade, culminando com todas as acusações julgadas improcedentes.

Darei mais informações a medida novas notícias forem surgindo.


"Garanhuns acima de tudo e Deus acima de todos"

Thiago Paes - Vereador

0 comentário