https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
CARD GRANJA ALMEIDA OUT2022.png
DUO_BANNER HORIZONTAL.jpg

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Banner Quinze ate 31Out.jpg
Banner_site_novos_planos.png

Presidente BOLSONARO nomeia novamente GILSON NETO para presidência da Embratur

Será a segunda vez que o pernambucano irá dirigir a agência de turismo, responsável por expandir a imagem do país no cenário internacional. Sob sua gestão, a Embratur obteve premiações internacionais e conseguiu fazer crescer o turismo no Brasil mesmo em meio à pandemia

Foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) nesta sexta-feira (18) e já publicado no Diário Oficial da União o ex-ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, que ocupará mais uma vez o cargo de diretor-presidente da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo).

Gilson, que há quatro anos compôs a esquipe de transição, esteve à frente desta agência já no início do governo Bolsonaro, após assumir por um breve período a Secretaria Nacional de Ecoturismo e Cidadania Ambiental, do Ministério do Meio Ambiente (MMA), onde também exerceu o cargo de secretário de Florestas. Na sequencia, foi convidado a assumir a pasta de Turismo.

À imprensa, Neto afirmou que sempre foi um soldado do Presidente Bolsonaro, o qual lhe confiou missões importantes dentro do governo. Ele ainda disse que tem “condições de contribuir muito com o turismo” a partir da Embratur.

À CNN, o ex-ministro que concorreu ao cargo de Senador por Pernambuco nas recentes eleições, disse ainda ser “um soldado do presidente e nossa equipe tem sido a mesma desde que passei pela agência e pelo Ministério do Turismo. Um time de técnicos qualificados que joga bem, independente da posição”.

O Diário Oficial também traz a nomeação do jornalista Silvio Santos do Nascimento, até então presidente da agência, para o cargo de diretor de marketing, inteligência e comunicação da Embratur. O novo mandato é de quatro anos, estendendo durante o período do governo eleito de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).


NAS MÍDIAS SOCIAIS, NESTA SEXTA-FEIRA (18), GILSON NETO DESMENTIU BOATOS DE QUE O PRESIDENTE BOLSONARO FOI INTERNADO (VEJA O VÍDEO)


0 comentário