top of page

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Banner_site_novos_planos.png
GOV_0040_24_INFORMES-REGULARES-JUNHO_RMR_728X90 (1).gif
Cabeçalho Blog Marcelo Jorge Okay.jpg

PRISCILA KRAUSE: Habilidade, coragem, austeridade com as contas públicas e discrição no cargo. Virtudes de uma vice exemplar

Escolher um(a) companheiro(a) de chapa no ambiente político, que possa transmitir confiança para o titular do cargo e ao mesmo tempo estar pronto para assumir os desafios da gestão conjuntamente, tornam o mandato compartilhado e mais produtivo 

Um ano no cargo de Vice-Governadora de Pernambuco, vem sendo mais que suficiente para reafirmar a postura de Priscila Krause (Cidadania) como uma companheira de chapa dos sonhos. Mantendo sua postura de política austera nas missões a ela entregues, bem como a fidelidade necessária a um relacionamento saudável com a gestora estadual e com todo o staff dos demais escalões, esta ex-vereadora e ex-deputada estadual, vem construindo pontes e sendo um dos braços fortes deste Leão do Norte.  

Recuando ao dia 25 de Julho de 2022, durante coletiva de imprensa no Recife, quando se anunciou duas mulheres para disputar a governança e vice-governança de Pernambuco, alguns homens deram de ombros. À época, Raquel Lyra afirmou "Me junto à Priscila contrariando a expectativa de muitos para ir ao encontro do desejo dos pernambucanos por uma verdadeira mudança".

Superados os episódios de campanha eleitoral levados a cabo através de críticas veladas ou mesmo abertas por parte dos radicais - alguns de fato misóginos e outros cuja cultura ainda não assimila a participação feminina no universo político (ainda) machista deste pais -, o que se enxerga hoje é uma afinação distinta das gestões anteriores.

Após a eleição, Raquel reforçou sua confiança na vice. No dia 17 de Dezembro de 2022, voltou a afirmar: “Já falei isso publicamente, mas gostaria de reafirmar que a amiga Priscila Krause  governará Pernambuco junto comigo. Nossa parceria vem desde a nossa pré-campanha, campanha e agora durante o governo de transição”, escreveu a tucana . Completou, “E quando eu não pude estar, Priscila assumiu a liderança de nossa campanha e comandou nossa eleição com cuidado e maestria. Por isso, a gente está se dividindo nas atribuições pra poder se multiplicar.”


INÍCIO DESAFIADOR

Mesmo vivenciando um difícil primeiro ano de gestão, período utilizado para ajustes de parâmetros quando se recebe um Governo de mãos adversárias, ainda com obscuridades e um orçamento ‘amarrado’ e não um ano propriamente de investimentos, como alguns desinformados pela oposição querem fazer crer, Raquel e Priscila vem conseguindo implementar políticas públicas de base, que certamente serão úteis a partir deste novo ano de 2024.

Mesmo nessas circunstancias adversas, o Governo Tucano ainda pode entregar obras, serviços e benefícios como redução do IPVA, tornando o mais barato do Nordeste, a implementação de uma plano se segurança pública, retomada de diversas obras hídricas no interior, infraestrutura de estradas, renovação de frota escolar, dentre outras ações. A culminância de tudo isso foi a aprovação do Plano Plurianual, destacando o Orçamento do estado para 2024, com imprescindível relatoria da Deputada Débora Almeida (PSDB) na ALEPE, deu um ‘gás’ maior às esperanças dos pernambucanos para os anos que virão sob este governo.  


Em entrevista exclusiva ao jornalista Marcelo Jorge do canal ‘Leitura Ampla’ (assista aqui), a Vice-Governadora relatou que dentre as importantes ações para criar um caixa e cortar gastos exorbitantes   nos erários públicos, quando receberam Pernambuco com um débito de R$ 353 milhões foi implementado o ‘Plano de Qualidade de Gastos’, um levantamento minucioso que detectou rombos em contas públicas, hospedagens, diárias, consultorias, material gráfico, combustível gastos exorbitantes à exemplo da alimentação do Palácio, que consumia cerca de 1 milhão e 200 mil dos cofres públicos, sendo enxugado na gestão Raquel/Priscila para poucos mais de 296 mil, segundo a própria Krause “Sem comprometer a atividade da gestão pública levando eficiência”. Com esta medida, segundo Priscila, o Estado economizou algo em torno de 600 milhões de reais.

As mais de 30 viagens de Raquel Lyra a Brasília, em busca de parcerias e recursos, que conseguiram para os cofres públicos cerca de R$ 3.2 Bilhões também a Conferencia em Dubai, onde apresentou alternativas para inserção de Pernambuco na defesa dos seus biomas - momento no qual, durante uma semana Priscila governou o Estado -, mostraram que essa equipe não está a passeio.




Oriunda das oposições conscientes e corajosas que enfrentaram o inconteste poderio do PSB no estado por 16 anos e apaixonada pela política, herança do seu pai Gustavo Krause, bem como pela cultura e gastronomia da terra, quando não abre mão de um 'rolete de cana' ou um milho assado adquirido nas estradas do estado, essa mulher arretada muito menos abre mão dos princípios que a norteiam até hoje na vida pública e concilia dos mesmos ideais de Raquel: Transformar através das mudanças necessárias, a cena do estado, recolocando-o no seu lugar original de destaque entre as demais federações.

Certamente outras missões futuras virão para essa pernambucana, onde possa continuar colocando em prática tudo que aprendeu sobre a boa política.

A vice dos sonhos de qualquer político bem intencionado, está hoje sentada ao lado de Raquel Lyra, em Pernambuco.

 

Fotos: Américo Nunes/ Marcelo Jorge - Leitura Ampla/ Sidney Lucena/JC Imagens - Chico Peixoto/LeiaJáImagens – Divulgação Mídias Sociais -

0 comentário

Comments


bottom of page