https://d1uzdx1j6g4d0a.cloudfront.net/players/topo/18/62916?identifier=www.radiobrasilnordeste.com&source=1377
 
CARD GRANJA ALMEIDA OUT2022.png
DUO_BANNER HORIZONTAL.jpg

É permitida a transcrição total ou parcial das matérias deste blog, DESDE QUE CITADA A FONTE

Banner Quinze ate 31Out.jpg
Banner_site_novos_planos.png

PSDB/PE : 03 deputados do Agreste. 124.412 votos em uma só foto

Atualizado: 4 de out.

A bancada do Partido da Social Democracia - PSDB – que cumprirá a 20ª Legislatura na Casa de Joaquim Nabuco, foi escolhida por milhares de pernambucanos e tem o DNA do Agreste

Após o primeiro tempo da campanha eleitoral, quando legisladores de todo o país já foram votados e asseguradas suas vagas nas Assembleias estaduais e no Congresso Nacional - Câmara e Senado -, todas as atenções voltam-se agora para o segundo tempo do jogo, isto é, o segundo turno das eleições em parte dos estados da federação e para presidência da República.

Em Pernambuco, uma curiosidade ocorreu nesse processo eletivo em relação ao PSDB: Os três únicos deputados estaduais escolhidos e que pertencem a mesma legenda, o PSDB, também representam a mesma região do estado.

A tucana campeã de votos foi a ex-prefeita de São Bento do Una, no agreste, Débora Almeida, eleita com 51.282 votos. Ela que nunca havia antes disputado uma eleição estadual, apareceu nas urnas em 169 municípios, dentre os 184 do estado.

O segundo mais votado e que concorreu a reeleição foi Álvaro Porto, ex prefeito da cidade de Canhotinho. O já parlamentar foi ferrenho oposicionista ao Governo do PSB, cujo candidato foi derrotado nas urnas. Porto conseguiu 46.026 votos nesse pleito.


O terceiro mais votado foi Izaías Régis, ex-prefeito de Garanhuns, cidade polo do agreste meridional. Régis, que já ocupou por três legislaturas uma vaga de deputado estadual na ALEPE, realizou uma campanha modesta, com poucos recursos, mas muito entusiasmo e uma equipe aguerrida acabou sendo eleito. Mesmo perseguido por adversários que tentaram ‘melar’ sua candidatura através de uma votação na Câmara local que decidiu pela rejeição de suas contas alusivas a 2018, apesar da clara recomendação de aprovação com ressalvas pelo TCE-PE, numa ineficiente tentativa de torna-lo inelegível.

A votação foi derrubada pela Justiça e posteriormente confirmada pelo TRE-PE a elegibilidade de Régis. Ele retornará a Assembleia através de 27.104 votos, destes 22.381 somente em Garanhuns, quantitativo superior ao obtido em 2020 pelo atual prefeito, Sivaldo Albino (PSB), seu principal adversário no município e que neste pleito havia lançado o próprio filho Cayo Albino na disputa de uma das vagas na ALEPE, sem no entanto lograr êxito.

Juntos, os deputados eleitos Débora Almeida, Álvaro Porto e Izaías Régis devem continuar unidos nesse segundo turno, com uma missão bem clara: se empenharem na eleição da candidata a Governadora e presidente estadual da legenda, Raquel Lyra, que disputará com a deputada federal Marília Arraes o cargo, com eleição prevista para acontecer no dia 30 próximo.

Além de pedirem votos aos seus eleitores, os deputados aliados devem disponibilizar seus auxiliares e ajudarem na distribuição dos impressos e demais materiais de campanha deste segundo momento.


CONFIRA OS DEPUTADOS ELEITOS PARA A ALEPE QUE ASSUMIRÃO EM 2023


• Pastor Junior Tercio (PP) - 183.735 votos - 3,66%

• Coronel Alberto Feitosa (PL) - 146.847 votos - 2,93%

• Delegada Gleide Angelo (PSB) - 118.869 votos - 2,37%

• Antonio Coelho (UNIÃO) - 91.698 votos - 1,83%

• Rodrigo Novaes (PSB) - 85.107 votos - 1,70%

• Eriberto Filho (PSB) - 78.980 votos - 1,58%

• João Paulo (PT) - 74.441 votos - 1,48%

• Gilmar Junior (PV) - 68.359 votos - 1,36%

• Chaparral (UNIÃO) - 66.842 votos - 1,33%

• Francismar (PSB) - 66.621 votos - 1,33%

• Gustavo Gouveia (SOLIDARIEDADE) - 66.110 votos - 1,32%

• Doriel (PT) - 65.838 votos - 1,31%

• Aglailson Victor (PSB) - 64.714 votos - 1,29%

• Romero Sales Filho (UNIÃO) - 64.366 votos - 1,28%

• Luciano Duque (SOLIDARIEDADE) - 61.411 votos - 1,22%

• Dannilo Godoy (PSB) - 56.366 votos - 1,12%

• William Brigido (REPUBLICANOS) - 55.358 votos - 1,10%

• Antonio Moraes (PP) - 54.756 votos - 1,09%

• Claudiano Filho (PP) - 53.024 votos - 1,06%

• Simone Santana (PSB) - 53.001 votos - 1,06%

• France Hacker (PSB) - 52.009 votos - 1,04%

• Adalto Santos (PP) - 51.371 votos - 1,02%

• Jeferson Timóteo (PP) - 51.324 votos - 1,02%

• Debora Almeida (PSDB) - 51.282 votos - 1,02%

• Pastor Cleiton Collins (PP) - 50.510 votos - 1,01%

• Fabrizio Ferraz (SOLIDARIEDADE) - 48.794 votos - 0,97%

• Mario Ricardo (REPUBLICANOS) - 48.699 votos - 0,97%

• Joaquim Lira (PV) - 48.293 votos - 0,96%

• Romero (UNIÃO) - 46.345 votos - 0,92%

• Renato Antunes (PL) - 46.226 votos - 0,92%

• Alvaro Porto (PSDB) - 46.026 votos - 0,92%

• Kaio Maniçoba (PP) - 45.791 votos - 0,91%

• Jarbas Filho (PSB) - 45.331 votos - 0,90%

• Rodrigo Farias (PSB) - 45.220 votos - 0,90%

• Waldemar Borges (PSB) - 44.857 votos - 0,89%

• Henrique Queiroz Filho (PP) - 43.822 votos - 0,87%

• José Patriota (PSB) - 43.586 votos - 0,87%

• Abimael Santos (PL) - 43.530 votos - 0,87%

• Sileno (PSB) - 43.195 votos - 0,86%

• Diogo Moraes (PSB) - 43.117 votos - 0,86%

• Rosa Amorim (PT) - 42.632 votos - 0,85%

• João Paulo Costa (PC do B) - 42.474 votos - 0,85%

• Dani Portela (PSOL) - 38.215 votos - 0,76%

• Joel da Harpa (PL) - 35.938 votos - 0,72%

• Socorro Pimentel (UNIÃO) - 35.515 votos - 0,71%

• João de Nadegi (PV) - 29.019 votos - 0,58%

• Joãozinho Tenório (PATRIOTA) - 28.048 votos - 0,56%

• Izaias Regis (PSDB) - 27.104 votos - 0,54%

• Nino de Enoque (PL) - 24.851 votos - 0,50%


SEGUNDO TURNO NOS ESTADOS

O segundo turno está previsto na Constituição de 1988 em cidades com mais de 200 mil eleitores. Caso ninguém atinja mais de 50% dos votos válidos, os dois nomes mais votados se enfrentam no segundo turno.

Como em vários estados do Brasil, a eleição não foi definida neste domingo (2), eleitores de várias federações retornarão às urnas no dia 30 para definir seus governadores.


Alagoas (AL) – Paulo Dantas (MDB) X Rodrigo Cunha (União)

Amazonas (AM) – Wilson Lima (União) X Eduardo Braga (MDB)

Bahia (BA) – Jerônimo (PT) X ACM Neto (União)

Espírito Santo (ES) – Renato Casagrande (PSB) X Manato (PL)

Maranhão (MA) – Carlos Brandão (PSB) X Lahesio Bonfim (PSC)

Mato Grosso do Sul (MS) – Capitã Contar (PRTB) X Eduardo Riedel (PSDB)

Paraíba (PB) – João Azevedo (PSB) X Pedro Cunha Lima (PSDB)

Pernambuco (PE) – Marília Arraes (Solidariedade) X Raquel Lyra (PSDB)

Rio Grande do Sul (RS) – Onyx Lorenzoni (PL) X Eduardo Leite (PSDB)

Rondônia (RO) – Marcos Rocha (União) X Marcos Rogério (PL)

Santa Catarina (SC) – Jorginho Melo (PL) X Décio Lima (PT)

São Paulo (SP) – Tarcísio de Freitas (Republicanos) X Fernando Haddad (PT)

Sergipe (SE) – Rogério Carvalho (PT) X Fábio Mitidier (PSD)


0 comentário