Efetivada nesta segunda (12), recondução de Eduardo da Fonte à presidência estadual do PP

Com planos arrojados de ampliação de filiados e pré-candidatos em 2022, o Progressistas pretende 'turbinar' a legenda com novos nomes e compensar possível saída de atuais membros.

Vai acontecer mesmo nesta segunda-feira (12) a Convenção partidária que deve reafirmar a permanência do deputado federal Eduardo da Fonte como presidente estadual do PP, Partido Progressistas. O evento está programado para ocorrer de modo remota mas também presencial.


Hoje, o PP conta com 11 deputados estaduais, o mesmo número de parlamentares do PSB na ALEPE. Em relação aos gestores municipais, o Progressistas já elegeu um número maior: 17 em 2020. Nestes cargos, a legenda fica atrás apenas do PSB que detém cinquenta e dois mandatários no estado e do MDB mantém 22 prefeitos filiados. Entre estes, um dos mais atuantes da nova geração e já considerados como gestor revelação do Agreste Meridional, Wilson Lima, prefeito de São João.


Já os pensamentos e planejamentos da sigla para 2022 são mais audaciosos. O PP buscará ampliar a sua bancada federal, atualmente com apenas dois representantes e terá o grande desafio de manter a força que possui na ALEPE.

Comenta-se a possibilidade da ex-prefeita de São Bento do Una, DÉBORA ALMEIDA (foto) filiar-se também à legenda. A ex-gestora saobentense, que é Procuradora Federal do INSS, realizou duas boas gestões no seu município, atraindo os olhares do país ao ampliar os bons índices da educação municipal, sendo inclusive premiada por órgãos nacionais e internacionais. Atualmente é filiada ao PSB.

Em uma das referências às boas práticas da ex-prefeita Débora estão a implementação do dobro de investimentos recomendados por lei em educação, além da criação do projeto "Estudante Participativo". Ao longo das cinco audiências públicas realizadas para debater o PPA, os estudantes levavam os anseios da comunidade de São Bento do Una, resultado de trabalhos escolares anteriormente realizados

0 comentário